Quarta-feira, Maio 1, 2019

Últimas Publicações

Os Grandes Romances Distópicos

Origem da palavra «distopia» e uma definição de romance distópico A palavra distopia e suas derivadas, no sentido aqui utilizado para definir um conjunto diverso de romances, não se encontra...

Como escrever uma Crítica Literária – ou Resenha – de um Romance

Gentêncio Persona (nascido em troca o passo, de origem a indicar, referir a sexualidade, no caso de não ser heterossexual), o maior (ou melhor, ou mais respeitado, ou mais...

Contos para ler antes de Morrer

Muitas vezes associado à tradição oral, o Conto é um dos géneros literários mais antigos, tendo evoluído ao longo dos séculos para formas muito diversas, razão que o torna...

Dia do Pai

Já era noite. Talvez sete, ou oito, ou mesmo nove horas da noite. Talvez fosse mais tarde. Na memória resta-me apenas o frio, o escuro e o último olhar....

Súplicas Atendidas, de Truman Capote – livros que nunca devia ter lido, 16

«Mais lágrimas são choradas por súplicas atendidas do que por aquelas que não o são». Súplicas Atendidas, de Truman Capote, traz como aviso estes versos de Santa Teresa. Esta...

Fome, de Knut Hamsun – livros que nunca devia ter lido, 1

Fome, de Knut Hamsun. O meu exemplar é de uma edição Brasileira, com tradução do poeta Carlos Drummond de Andrade. Capa dura, castanha, a imitar pele. É um excelente...

Ninguém Escreve ao Coronel, de Gabriel García Márquez – livros que nunca devia ter...

Ninguém Escreve ao Coronel foi o primeiro livro que li de Gabriel García Márquez. Nunca gostei do título em português, nem sei porque decidiram traduzi-lo assim do original em...

Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll – livros que nunca devia ter...

Nós leitores vorazes* temos esta mania de impingir livros uns aos outros, e muitas vezes caímos na tentação de impingir livros a pessoas que - não sabemos porquê -...

Os Contos de Franz Kafka – livros que nunca devia ter lido, 18

Ao adjectivo kafkiano está associada em grande medida a obra O Processo. Kafkiano é algo absurdo, surreal, confuso, ilógico, mormente associado à burocracia. Porém quando penso no adjectivo kafkiano...

A Vida não se compadece com a Poesia que nos habita…

Há um texto apócrifo atribuído a William Shakespeare, que diz que na vida aprendemos que «não importa em quantos pedaços o teu coração foi partido, o mundo não pára...

Redes Sociais

1,391SeguidoresSeguir

Artigos Recomendados

Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll – livros que nunca devia ter...

Nós leitores vorazes* temos esta mania de impingir livros uns aos outros, e muitas vezes caímos na tentação de impingir livros a pessoas que - não sabemos porquê - ficam aborrecidas. Quando comprei a...

páginas dispersas de um diário, 1

Autonomia. Liberdade. Tudo conceitos. Demasiado vagos. Demasiado concretos. Não depender de Nada, nem de Ninguém. Ter só um livro para ler, e não o fazer. Como tu dizias, meu querido Fernando. O que é...
um gato chamado borges de vilto reis

Um Gato Chamado Borges, de Vilto Reis

Um gato chamado Borges é o primeiro lançamento da editora Nocaute, mas este romance de Vilto Reis (criador do site Homo Literatus) foi finalista do Prêmio SESC de Literatura e está sendo muito bem avaliado no...

Irei Cuspir-vos nos Túmulos, de Boris Vian – livros que nunca devia ter lido,...

A história de O Outono em Pequim, de Boris Vian, não é no Outono, e muito menos em Pequim, mas Boris Vian tem alguns dos títulos mais fantásticos, ou estrambóticos, palavra que a porcaria...

Ninguém Escreve ao Coronel, de Gabriel García Márquez – livros que nunca devia ter...

Ninguém Escreve ao Coronel foi o primeiro livro que li de Gabriel García Márquez. Nunca gostei do título em português, nem sei porque decidiram traduzi-lo assim do original em castelhano El coronel no tiene...